VIDA= SOL ->ESTRELAS->OXIGÊNIO->PLANTAS


Diz-se com freqüência que o oxigênio que respiramos é “fabricado pelas plantas” durante a fotossíntese. Há nessa afirmação uma ambigüidade que é preciso esclarecer.

Quem fabricou o oxigênio do Cosmos? Não foram as plantas, mas a Estrelas!

Qual é, então, o papel das plantas e de onde vem esta ambigüidade?

O oxigênio do qual precisamos para viver é, na realidade, uma molécula composta por dois átomos de oxigênio atômico (O2). Existem também moléculas compostas por três átomos de oxigênio atômico: é o ozônio (O3), um veneno para a humanidade, mas que tem a gentileza, na alta atmosfera terrestre, de nos proteger dos nocivos raios ultravioleta do Sol.

O oxigênio atômico pode ligar-se de inúmeras maneiras a outros átomos para formar as moléculas.

Um átomo de oxigênio com dois átomos de hidrogênio produz água.    (O+2H=> H2O).

Dois átomos de oxigênio com um átomo de carbono produzem gás carbônico. (2O+C=>CO2.

Dois átomos de oxigênio sem mais nada é o que se chama, justamente, na linguagem corrente, de oxigênio, mas que deveria ser chamado, mas corretamente, de oxigênio molecular, ou ainda de gás oxigênio.

Então qual é o papel das plantas? È o de dissociar a água, permitindo resgatar o oxigênio molecular que precisamos para viver, fabricando moléculas orgânicas complexas – a glucose (glicose) em particular – a partir de gás carbônico, de hidrogênio e de oxigênio atômicos. (fórmula molecular C6H12O6 )

Para isso, as plantas utilizam a energia do Sol. Os fótons da luz solar excitam os elétrons da molécula chamada clorofila. Quando deixam de ser excitados, estes elétrons descarregam a energia adquirida, que permite dissociar a água e fabricar as moléculas mais complexas.

Quando nos alimentamos de vegetais ou de animais que se alimentaram de vegetais, assimilamos suas moléculas orgânicas. Por outro lado, respiramos o oxigênio molecular liberado pela dissociação da água. Uma vez em nossas células, este oxigênio se dissocia das moléculas que absorvemos em particular a glucose, para liberar a energia da qual precisamos para viver.  O gás carbônico e o vapor de água que expiramos são os subprodutos desta dissociação. Este conjunto de processo é o metabolismo: quando está bem regulado, devemos consumir exatamente aquilo que precisamos para manter a saúde.

Afinal, passamos nosso tempo, em colaboração com as plantas, a reciclar os ingredientes que foram fabricados nas Estrelas. Durante esta reciclagem, as plantas recuperam a energia luminosa proveniente do Sol e nos transmitem esta energia sob forma de energia química. É esta energia e nenhuma outra que nos permite viver, crescer e embelezar-nos.

“TODA MATÉRIA É FABRICADA NOS CORAÇÕES DAS ESTRELAS”

“NÓS NOS ALIMENTAMOS DA ENERGIA SOLAR”

Hélio R.M.Cabral (Economista, Escritor e Pesquisador Independente das Ciências: Espacial; Astrofísica; Astrobiologia e Climatologia, Membro da Society for Science and the Public (SSP) e assinante de conteúdos científicos da NASA (National Aeronautics and Space Administration) e ESA (European Space Agency.

e-mail: heliocabral@coseno.com.br

Face: https://www.facebook.com/helioecoseno

Face: https://www.facebook.com/NASAHistoryOffice/timeline

Page: http://pesqciencias.blogspot.com.br

Page: http://livroseducacionais.blogspot.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s